.'. Kleber Cavalcante de Sousa: 2013

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

SESSÃO SOLENE EM HOMENAGEM AO DIA DO ADMINISTRADOR - ALRN


       Através de uma proposição do Deputado Kelps Lima, foi realizada na manha de ontem, uma sessão solene em homenagem do Dia do Administrador. O deputado Kelps Lima foi o propositor da Lei que criou o DIA ESTADUAL DO ADMINISTRADOR.  A sessão foi prestigiada por representantes das Universidades, representantes do Governo, da Prefeitura, conselheiros do CRA/RN, e empreendedores, além de administradores, e os deputados Hermano Morais e Ricardo Mota que é o presidente da Assembléia, e também é administrador.

     Na ocasião o CRA/RN entregou uma Placa de agradecimento ao Deputado Kelps Lima, pelo apoio a categoria e em agradecimento pela criação do dia do Administrador e pela proposição da Sessão Solene. Outro homenageado foi o Deputado Ricardo Mota, que como Administrador foi agraciado com o símbolo da Profissão, confeccionado em acrílico.

     Para o administrador Sandro Pacheco, que estava representando a Presidente do CRA/RN, que estava em Brasília/DF, os problemas de gestão pública podem ser contornados com habilidades técnicas administrativas. "Um mar calmo nunca fez um bom marinheiro”, citou em relação ao momento de dificuldades enfrentado pelo Estado. “Estou muito grato por essa homenagem e falo por todos os administradores. Digo também que estamos dispostos a contribuir para uma melhor gestão pública do nosso estado e geração de mais emprego e renda”, disse.
   O professor Carlos Alberto Freire de Medeiros, que na ocasião estava representando o curso de administração da UFRN, em seu discurso defendeu o investimento na equipe técnica para resolver os problemas da administração pública. “Precisamos ter um gestor que faça uma liderança voltada para resultados. Estamos precisando recuperar a capacidade técnica do estado, fazer projetos e ter equipes boas nas mais diversificadas áreas. Estamos com um apagão na área técnica”, finalizou.
  
OUTRAS NOTICIAS ASSOCIADAS:



Apresentações Aula Marketing Internacional


SEGUE LINK  DAS APRESENTAÇÕES DAS AULAS DE MARKETING INTERNACIONAL




segunda-feira, 2 de setembro de 2013

quarta-feira, 24 de julho de 2013

CRIADO O DIA ESTADUAL DO ADMINISTRADOR


Através de uma proposta do Deputado Estadual Kelps Lima, a Assembleia Legislativa decretou e a governadora do estado Sancionou a Lei 9738, de 26 de junho de 2013, que cria o dia estadual do administrador, a ser comemorado no dia 09 de setembro de cada ano.
       O deputado Kelps Lima vem se destacando na Assembléia Legislativa por ter um mandato propositivo e preocupado com a gestão eficiente. A proposta da criação do dia estadual do Administrador demonstra claramente o seu reconhecimento à profissão do administrador.
            Parabéns Administradores do Rio Grande do Norte e ao Conselho Regional de Administração – CRA/RN, pela articulação e pela conquista de mais este instrumento de reconhecimento e valorização da nossa categoria, uma das maiores categorias profissionais do Brasil.
            Como Administrador e Conselheiro do CRA/RN, agradeço ao Deputado Kelps Lima, pelo reconhecimento e apoio a causa de nossa profissão.

Administração é para Administradores!

quinta-feira, 18 de julho de 2013

GESTÃO PÚBLICA EFICIENTE



       O Brasil vive um momento bastante peculiar da sua história democrática. A população foi às ruas neste mês de junho, se pronunciou e fez severas críticas aos gestores públicos brasileiros. Tal manifestação se deve aos diversos problemas sociais existentes em nosso País, sobre os desvios de condutas, a má gestão dos recursos públicos, a falta de transparência e de prioridades para a EDUCAÇÃO, SAÚDE, SEGURANÇA E MOBILIDADE URBANA.
       Estas manifestações da população Brasileira foram destaques na imprensa mundial, e os analistas destacaram que os Brasileiros “acordaram” e estão mais exigentes com relação à qualidade dos serviços públicos prestados no Brasil, que é um dos Países com a maior carga tributária do Mundo.
       No cerne desta questão está a gestão. Percebe-se claramente que um dos grandes problemas da administração pública brasileira é a qualidade da gestão. Esta qualidade tão almejada só pode ser alcançada através de uma profissionalização dos quadros funcionais dos órgãos públicos. Na esfera Federal já é perceptível esta mudança, pois os últimos governos têm direcionado os seus processos de recrutamento e seleção buscando profissionais mais adequados e competentes para o exercício das funções técnicas e estratégicas dos diversos órgãos federais.
       Neste sentido, destaca-se o aumento do número de profissionais técnicos de nível superior (Advogados, Administradores, Contadores, Economistas, Gestores Públicos, etc.) ingressantes nos órgãos do Governo Federal e de alguns Governos estaduais. Este aumento da qualificação dos profissionais contratados de forma efetiva, associado ao devido encaminhamento destes profissionais para assumir funções, cujas competências lhes garantam o bom desempenho das funções assumidas, certamente contribui para o alcance de melhores resultados na gestão dos problemas e demandas dos órgãos, tornando a gestão pública mais eficiente atendendo assim, as demandas sociais do nosso País.
       Entretanto, ainda há muito a fazer, pois além da profissionalização nos órgãos no âmbito federal, é preciso qualificar a gestão estadual e municipal. Este é o grande desafio de nosso País.
A constituição federal aumentou as responsabilidades dos municípios e contingenciou os seus recursos, através dos repasses vinculados, o que exige atualmente uma gestão cada vez mais eficiente e mais capacitada para gerir os recursos do município. Por lei cabe ao município: Oferecer a educação infantil; Oferecer práticas esportivas e de lazer a juventude; Assistência básica de Saúde; Limpeza urbana e destinação adequada do lixo; Promover o ordenamento territorial e a execução da política urbana; Gerir e promover políticas de mobilidade.  
       Associados a estas responsabilidades constitucionais que os municípios precisam encontrar soluções, destacam-se alguns problemas sociais como: Lixo, o aumento da violência, o desemprego, a carência de moradia, a questão do saneamento, a expansão urbana, a sustentabilidade e a mobilidade urbana, que afetam as cidades brasileiras, e que a população se cansou de esperar pelas soluções, que na grande maioria dos casos não podem ser alcançados por um município sozinho, mas através de um consórcio de municípios e com o apoio dos governos estaduais e federais. Contudo, todos os recursos que podem ser direcionados para resolver os problemas sociais e estruturais dos municípios, para ser liberados, precisam de projetos e estes precisam comprovar a sua viabilidade econômica e financeira, e para isso precisam ser feitos por profissionais capacitados e com as devidas competências para tal. É notório, que no Brasil só os projetos não são suficientes para a liberação de recursos, mas é importante destacar que sem projetos, não há liberação de recursos.
       E é neste cenário de aumento de responsabilidades, aumento de cobrança da população, crescimento desordenado, e escassez de recursos para investimentos em infraestrutura que se encontram nossos municípios e seus gestores, cuja responsabilidade é muito grande. Assim, entendo e defendo que a melhor maneira de mudar a realidade dos municípios Brasileiros é a profissionalização da Gestão Pública Municipal, profissionalização esta exigida pelos “clientes” do serviço públicos, que são os cidadãos, aqueles que através dos seus impostos pagam os salários e a infraestrutura existente, e que cabe aos escolhidos ou convocados administrar de forma eficiente e transparente.
       Esta profissionalização ocorre quando as organizações possuem pessoas comprovadamente competentes para gerir e assessorar os gestores nas funções de planejamento, direção, organização e controle, proporcionando a gestão municipal às condições essenciais a busca da eficiência e do alcance dos melhores resultados, através dos recursos existentes.
       

sexta-feira, 12 de julho de 2013

A profissionalização da Gestão Pública Municipal

A profissionalização da Gestão Pública Municipal foi o tema da Palestra ministrada pelo Administrador e Professor Kleber Cavalcante de Sousa, representando o CRA-RN e CFA/ADM, no último dia 27 de Junho, em evento promovido pelo TCE/RN - Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte em parceria com a Escola de Governo do Rio Grande do Norte.
A palestra teve como público os prefeitos, secretários municipais e servidores ligados a gestão de mais de 100 municípios do Rio Grande do Norte, convocados pela FEMURN - Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte. Estimam-se mais de 500 pessoas no evento.
    Nesta palestra foi abordado a importância da profissionalização da gestão no poder público, enfocando que é preciso que as prefeituras contratem e/ou capacitem seus servidores, de forma a estarem preparados para o exercício de suas funções, a fim de atender as demandas sociais e da população, e tornar a gestão mais eficiente. 
     Recomendo a leitura de um artigo que publicamos no portal administradores.com, enfocando a importância de uma Gestão Pública Eficiente. Segue link:
http://www.administradores.com.br/artigos/economia-e-financas/em-busca-de-uma-gestao-publica-eficiente/71697/

 




terça-feira, 9 de julho de 2013

RN - PORTAL DO ATLÂNTICO SUL




  O aeroporto de São Gonçalo do Amarante sempre foi considerado como um novo aeroporto para o RN. Inicialmente evidenciado com um aeroporto de cargas e para os voos internacionais foi considerado como a entrada e saída de produtos e pessoas da Europa, Ásia e África para o continente americano, isto em razão da sua localização estratégica, e da extensa área  disponível para a instalação dos galpões das empresas que desejassem trabalhar com logística, além de se localizar numa área próxima a ZPE – Zona de processamento de Exportações de Macaíba - lembro que o RN já serviu como um trampolim para a vitória, e agora pode ser o PORTAL DO ATLÂNTICO SUL. 
Recentemente tenho acompanhado na mídia que o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante irá substituir as atividades comerciais do Aeroporto Augusto Severo, o que acho um sério risco para a economia do Rio Grande do Norte, visto que este novo terminal aeroportuário não foi inicialmente pensado e planejado para os voos domésticos, mas sim para servir de um emissor e receptor de pessoas e cargas em nosso continente, sendo um grande local para conexões para os voos internacionais, assim como o é Recife e Salvador. 
A classe política de nosso estado precisa se mobilizar para viabilizar a manutenção em atividade do Aeroporto Augusto Severo, e fazer que o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante funcione como um terminal de Entrada para os Grandes Aviões, sendo o ponto de parada dos voos intercontinentais, e um grande ponto de apoio a ZPE de Macaíba, e neste sentido o governo do RN precisa agir oferecendo benefícios fiscais, e construindo a infraestrutura necessária para contribuir na implantação e consolidação deste novo terminal aeroportuário, em nosso estado. Por outro lado, acredito que é preciso a manter o funcionamento do aeroporto Augusto Severo, como um aeroporto de caráter doméstico para companhias que comerciais e regionais, aumentando o número de rotas comerciais que tenham Natal como origem e destino, o que aumentará o número de empregos e renda na economia local, através do turismo e das atividades ligadas a esta importância indústria.
ARTIGO PUBLICADO NO JORNAL DE HOJE - 09 de maio de 2013.

terça-feira, 2 de julho de 2013

INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PESSOAS - PROINOVA

Ministrando o módulo de Inovação na Gestão de Pessoas, do Projeto PROINOVA, no Polo de Natal. O PROINOVA é um projeto executado para PROMOVER A INOVAÇÃO junto às pequenas e micro-Empresas do Rio Grande do Norte.
Em todo o Rio Grande do Norte são mais de 70 empresas sendo capacitadas para a INOVAÇÃO através do PROINOVA, que envolve Professores das Instituições de Ensino Superior Públicas do Rio Grande do Norte ( UFRN, UFERSA, UERN,IFRN), e sob a égide do SENAI, que é órgão Gestor do Projeto, indústrias dos diversos segmentos da Indústria Potiguar se capacitam para Inovar e Empreender.


Emprendedores participantes do PROINOVA - NATAL

domingo, 12 de maio de 2013

O MUNDO PRECISA DE EMPREENDEDORES SOCIAIS



O acelerado desenvolvimento tecnológico e industrial do mundo moderno, associado aos ilimitados desejos dos seres humanos gera uma série de problemas para a sustentabilidade, entre eles destacam-se: O lixo, a poluição do ar e dos rios, poluição dos mares e oceanos, a devastação das florestas, e as doenças sociais e emocionais na população causadas pelo stress e pelo excesso de trabalho e pelas frustações da vida moderna.
Por outro lado, observa-se cada vez mais a incapacidade dos Estados modernos de proverem todas as necessidades de seus cidadãos, que a cada dia estão mais exigentes e com mais necessidades para serem atendidas. Assim, percebe-se uma crise nos serviços de saúde, educação, segurança, trânsito e transporte urbano, crise esta causada pela falta de planejamento de médio e longo prazo nas políticas públicas, a fim de tornar os aparelhos estatais mais preparados para melhor servir os seus cidadãos.
Neste contexto, surgem as organizações sociais, também denominadas OSCIP – Organizações Civis de Interesse Público – que são voltadas para atender as demandas da sociedade e que não visam obter lucro, com seus serviços. Estas organizações surgem através de pessoas que através da sua visão e da vontade de fazer o bem para contribuir para a melhoria de vida da coletividade, institucionalizam as suas ideias e projetos, e através de suas organizações executam e implementam atividades para atingir este fim, que é a melhoria de vida das pessoas. 
            Estes líderes de visão, capazes de sonhar e que planejam e conseguem executar atividades para atingir seus sonhos, contribuindo para a melhoria da vida das pessoas, são denominados de empreendedores sociais. Eles são os responsáveis por criar e executar atividades que possam transformar a vida e a realidade de pessoas ou de um grupo de pessoas.
            Na visão de Fischer (2011) e Parente et. al. (2011) os empreendedores sociais buscam incrementar o desenvolvimento socioambiental de comunidades que não se desenvolveram, realizando inovações sociais e aplicando técnicas de gestão para promover um valor social, e assim promover a inclusão social das pessoas destas comunidades.
           Ao empreendedor social cabe a missão de criar as condições necessárias para contribuir na formação de cidadãos, tornando-os mais capazes para suplantarem os obstáculos do seu dia-a-dia, e assim contribuir para que os mesmos sejam mais auto- sustentáveis.
            A ASHOKA (2012) é uma organização que foi criada para apoiar e desenvolver empreendedores sociais, ela define os empreendedores sociais, como:
“Indivíduos visionários que possuem capacidade empreendedora e criatividade para promover mudanças sociais de longo alcance em seus campos de atividade. São inovadores sociais que deixarão sua marca na história”.
É através deste trabalho destes empreendedores sociais que o mundo vai mudando e se tornando um lugar melhor de se viver.
Os empreendedores sociais são idealistas e são missionários, trabalham e se esforçam para alcançar seus objetivos, que na maioria das vezes estão relacionados com a geração de felicidade ou de melhores oportunidades para que as pessoas possam viver. Combater a pobreza, diminuir a fome, gerar emprego e renda, diminuir a violência e a contribuir na formação e educação das pessoas são alguns dos problemas que os empreendedores sociais podem trabalhar para resolver.
A criação de organizações de caráter social ou o desenvolvimento da cultura da responsabilidade social em organizações públicas e privadas é uma importante ação estratégica do Empreendedor Social, que contribui para a construção de um exército de pessoas trabalhando pela construção de um mundo melhor.
            Ser empreendedor social é ser comprometido com a geração de idéias, estratégias e ações voltadas para mudar a vida das pessoas, tornando-as mais produtivas, mas felizes e mais saudáveis, e isto pode ser feito através da liderança, da ética, da persistência e da prudência.
No mundo contemporâneo há diversas organizações voltadas para ajudar e contribuir para melhorar a vida das pessoas, mas este esforço ainda é insuficiente, em razão dos diversos problemas do mundo, assim os empreendedores sociais são considerados essenciais para melhorar o mundo contemporâneo.

 REFERÊNCIAS
ASHOKA – Organização mundial sem fins lucrativos. 2013. Disponível http://www.ashoka.org.br. Acesso: 13 Maio 2013. 
FISCHER, R. M. Empreendedorismo social: apontamentos para um debate. In:. In: SOLA, L. (Org.) Políticas Sociais – Ideias e Práticas. São Paulo: Editora Moderna, p. 183-286, 2011.
PARENTE, C.; COSTA, D.; SANTOS, M.; CHAVES, R. R. Empreendedorismo ocial: contributos teóricos para a sua definição. In: Encontro Nacional de Sociologia Industrial, das Organizações e do Trabalho: Emprego e Coesão Social: Da Crise De Regulação À Hegemonia Da Globalização, 14 .2011, Lisboa.. Anais... Lisboa, 2011.