.'. Kleber Cavalcante de Sousa: Abril 2013

quarta-feira, 10 de abril de 2013

INOVAR É



A inovação é a introdução de algo novo em qualquer atividade humana. Ela é o vetor de desenvolvimento da sociedade e afeta diretamente a melhoria da qualidade de vida. Para as organizações, inovar significa introduzir algo novo ou modificar substancialmente algo existente.
A criação das primeiras ferramentas, utensílios e armas demonstra a capacidade do homem em produzir e ou desenvolver coisas novas, visando melhorar as suas condições de vida. Sempre que nos referimos à descoberta do fogo, à fala, à invenção da roda, à invenção dos números, à escrita, à matemática, à música, à agricultura, à criação das cidades, à invenção da moeda, ao papel, à religião e à psicanálise, entre outros, estaremos falando de exemplos do gênio criativo e inovador do ser humano.
O homem inova constantemente, buscando satisfazer suas necessidades físicas, lógicas e emocionais.
Há diversas formas de ver a inovação:

·         Hamel e Prahalad, em sua obra competindo pelo futuro destacam que: “Inovação é adotar novas tecnologias, que aumentam a competitividade da companhia.”

·         Peter Drucker, em Inovação e espírito empreendedor afirma que : “Inovação é atribuir novas capacidades aos recursos existentes na empresa, gerando riqueza.”

·         Ernest Gundling, em The 3M way to Innovation, define a inovação da seguinte maneira: “Inovação é = novas ideias + ações que produzem resultados”.

Já para o Manual de Oslo: A Inovação é a implementação de um produto (bem ou serviço) novo ou significativamente melhorado, ou um processo, ou um novo método de marketing, ou um novo método organizacional nas práticas de negócios, na organização do local de trabalho ou nas relações externas.

As inovações podem ser de 4 tipos:
. produto;
. processo;
. marketing; e
. organizacional.


Bibliografia


MATOS, J. F.; STOFFEL, H. R.; TEIXEIRA, R. A. Mobilização Empresarial pela Inovação: cartilha: gestão da inovação. CNI – Confederação Nacional da Indústria. 47 p: il.  Brasília, 2010.
 Manual de Oslo, OCDE – Diretrizes para a coleta e interpretação de dados sobre Inovação. 3ª ed., Tradução FINEP, 2007, Disponível em: www.finep.org.br.
PRAHALAD, C. K.; KRISHNAN, M.S. A nova era da inovação: a inovação focada no relacionamento com o cliente. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.
SCHUMPETER, Joseph. Teoria do Desenvolvimento Econômico. São Paulo: Nova Cultural, 1985.